Quantidade de doutores é maior na modalidade presencial

O nível de qualificação dos professores que atuam no ensino superior aumentou nos últimos anos. A informação foi divulgada hoje, 06 de janeiro, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e tem como base o Censo da Educação Superior 2018.

Os dados mostram que a meta 13 do Plano Nacional de Educação (PNE) foi alcançada, pois mais de 80% dos docentes de instituições públicas e privadas possuem mestrado e/ou doutorado. Estava previsto no PNE que a proporção de docentes com mestrados e/ou doutorado no ensino superior deveria ser maior que 75%.

Número de Mestres

A rede privada de ensino impulsionou o crescimento do número de professores com título de mestre. Metade dos docentes (50,1%) da rede privada possui mestrado, sendo que há dez anos a porcentagem era de 40%. A rede pública, por sua vez, registra uma leve queda no número de mestres. A porcentagem em 2018 era de 25,5% e em 2008 de 28,1%.

Número de Doutores

O total de docentes com doutorado também cresceu nos últimos 10 anos. A proporção cresceu tanto em instituições superiores públicas quanto privadas. Na rede pública, o aumento foi maior: 64,3% dos professores com doutorado. Em 2008, o percentual era de 44,3%. Já as instituições particulares registraram 25,9% dos professores com esse título, sendo que em 2008 eram 13,1%.

Cursos EAD

A educação a distância, que teve aumento no número de matrículas nos cursos superiores, obteve um comportamento diferente em relação aos cursos presenciais; pois o número de doutores é menor nos cursos EAD. Em compensação, a quantidade de mestres na modalidade EAD é maior do que no presencial.

Censo da Educação Superior

O Censo da Educação Superior é realizado anualmente pelo Inep. O instrumento é considerado a pesquisa mais completa sobre as instituições de ensino superior no Brasil. Seu resultado reúne informações sobre matrícula, instituições e cursos de graduação nas modalidades presenciais, a distância.

Deixe uma resposta